Vinci Energia

Glossário

ANEEL: A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), é uma autarquia em regime especial, vinculada ao Ministério de Minas e Energia. Tem como suas principais atribuições:

  • Regular a geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia elétrica;
  • Fiscalizar as concessões, as autorizações e os serviços de energia elétrica;
  • Implementar políticas e diretrizes do governo federal acerca da exploração da energia elétrica;
  • Estabelecer tarifas;
  • Intermediar e dirimir divergências na esfera administrativa, entre os agentes e entre esses agentes e os consumidores;

BNDES: O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é um dos maiores bancos de desenvolvimento do mundo e, hoje, o principal instrumento do Governo Federal para o financiamento de longo prazo e investimento em todos os segmentos da economia brasileira. O apoio do BNDES ocorre por meio de financiamento a investimentos, e por ser uma empresa pública e não um banco comercial, o banco avalia seus investimentos com foco no impacto socioambiental e econômico no Brasil.

CAPEX: Capital Expenditure. É o valor dispendido para a implementação, revitalização, expansão ou aquisição de um ativo.

Capacidade instalada: O potencial de geração de energia elétrica de um ativo. Normalmente é indicada pelo fabricante do equipamento.

CCEE: A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) é uma entidade sem fins lucrativos que atua como operadora do mercado brasileiro de energia elétrica, voltada à viabilização de um ambiente de negociação competitivo, sustentável e seguro. Algumas de suas principais atribuições são:

  • Contabilizar as operações de compra e venda de energia elétrica, apurando mensalmente as diferenças entre os montantes contratados e os montantes efetivamente gerados ou consumidos pelos agentes de mercado;
  • Determinar os débitos e créditos desses agentes com base nas diferenças apuradas, realizando a liquidação financeira das operações através do Preço de Liquidação das Diferenças;
  • Calcular o Preço de Liquidação das Diferenças (PLD)

CGE: Central de Geração Eólica. É um ativo gerador de energia elétrica que, através de aerogeradores, se utiliza do vento para gerar energia.

Dívida líquida: consiste no endividamento total de uma companhia, deduzidas as disponibilidades de caixa e liquidez imediata.

EBITDA: Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization. Em português, “Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização” ou, de forma abreviada, LAJIDA. É um indicador muito utilizado para a avaliação de empresas.

GSF: Generation Scaling Factor. Em português, “fator de escala de geração”. Consiste na razão entre o que foi gerado de energia pelos integrantes do MRE e suas respectivas garantias físicas.

Garantia Física: Montante, em MWmédios, correspondente à quantidade máxima de energia que um agente gerador poderá comercializar por meio de contratos regulados ou livres. É afetada por diversos fatores tais quais a irradiação solar e o perfil hidrológico da região onde se encontra o ativo.

ICSD: Índice de Cobertura do Serviço da Dívida. Demonstra a capacidade de pagamento da dívida de uma companhia e é calculado como a geração de caixa operacional líquida de impostos, divididos pelo serviço da dívida da empresa.

Lucro presumido: é uma forma de tributação simplificada do Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ) e Contribuição Social sobre o Lucro (CSLL), regulamentada pelos artigos 516 a 528 do Regulamento do Imposto de Renda (Decreto 3.000/1999).

Lucro real: é a regra geral para a apuração do Imposto de Renda (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) da pessoa jurídica.

MRE: Mecanismo de Realocação de Energia. É um mecanismo financeiro que visa o compartilhamento dos riscos hidrológicos que afetam os agentes de geração, buscando garantir a otimização dos recursos hidrelétricos do Sistema Interligado Nacional (SIN).

ONS: Operador Nacional do Sistema Elétrico. É o órgão responsável pela coordenação e controle da operação das instalações de geração e transmissão de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional (SIN) e pelo planejamento da operação dos sistemas isolados do país, sob a fiscalização e regulação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Opex: Operational Expenses. É o valor gasto para manter ou melhorar os com a operação de determinado ativo.

O&M: Operação & Manutenção. Custos relacionados à operação e manutenção de determinado ativo.

PCH: Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs). São usinas hidrelétricas de tamanho e potência relativamente reduzidos. Esses ativos têm entre 5 e 30 megawatts (MW) de capacidade instalada e devem ter um máximo de 13 km² de área de reservatório.

PLD: Preço de Liquidação das Diferenças. É o Preço pelo qual é valorada a energia comercializada no mercado de curto prazo. É utilizado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE para valorar as diferenças de energia contabilizadas entre agentes do mercado.

RAP: Receita Anual Permitida. É a remuneração que as transmissoras recebem pela prestação do serviço público de transmissão de energia elétrica.

Serviço da dívida: São os juros e principal pagos por uma instituição a título de remuneração de dívida em aberto, para um determinado período.

SIN: Sistema Interligado Nacional. É um sistema de coordenação e controle de produção e transmissão de energia elétrica do Brasil. Consiste em instalações e equipamentos que permitem o suprimento de energia elétrica nas regiões do país interligadas eletricamente. É formado por quatro subsistemas: Sul, Sudeste/Centro-Oeste, Nordeste e Norte.

TIR: Taxa Interna de Retorno. É uma fórmula matemática-financeira utilizada para calcular a taxa de desconto que faria um determinado fluxo de caixa ter Valor Presente Líquido equivalente a zero. Em outras palavras, é a taxa de retorno de um determinado investimento.

UFV: Usina Fotovoltaica. Conjunto de instalações projetadas para gerar eletricidade através do uso da irradiação solar.

UTE: Usina Termelétrica. É uma instalação usada para geração de energia elétrica a partir da energia liberada por qualquer produto que possa gerar calor como óleo combustível, óleo diesel, gás natural, dentre outros.

Valor Presente Líquido: É a fórmula matemático-financeira capaz de determinar o valor presente de pagamentos futuros descontados a uma taxa de juros apropriada, menos o custo do investimento inicial.